Momento

Por Ester de Sousa Há um grito que se faz necessário Pra evidenciar a existência humana em meio ao caos E deixar claro que ainda há vida, Muita vida. E quando as coisas entrarem no eixo Quando houver equilíbrio como o de um prumo Chorarei então, pois as lágrimas serão como palavras de alívio da... Continuar Lendo →

A agonia do ser

Por Ester de Sousa Talvez teu chá não seja tão doce como os dos demais e você sempre erre o ponto do café. Coisas simples, que tu não sabes bem. E quando conversas, não sabes conjugar os verbos nem colocar as palavras nas frases de maneira correta. E quando se trata do Sujeito, te cabe... Continuar Lendo →

Nosso Tempo

Por Ester de Sousa Existe um deus em nossos pulsosQue não nos deixa esquecer que somos finitosMarcando o tempo desde antes de nossa chegada Ele acelera quando há a agoniaE se demora na calmaria Este relógio grita bem altoNo passar de cada dia

Há dias

Por Ester de Sousa Santos Está tudo bagunçado E no meio desse tumulto Eu não consigo me encontrar Respiro fraco Olho pra o alto "Alguém pode me ajudar?" Sinto o cansaço Que num embalo Vem me alcançar Chorar não posso Pois nem um trapo Trago nos bolsos pra me secar

Avenida

Por Ester de Sousa Santos Avenida parada João, o motorista do ônibus, coloca uma música pra sentir o tempo passar Ana reclama da demora Jussara liga avisando que vai chegar atrasada Marcos fica triste porque vai perder a novela E Pedro, minutos antes, batera de frente com um caminhão enquanto fazia a curva Pra ele... Continuar Lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora